Aborto Legal

No Brasil, o assunto aborto é tabu. Mas existe uma forma de aborto por aqui que é autorizada pela justiça: são os abortos de gravidez gerada por violência sexual. Só no Hospital Pérola Byington, referência em saúde da mulher no Estado de São Paulo, em 2009 foram cerca de 70 abortos legais realizados. Cerca de 49% a mais do que em 2008.

Mas há um dado interessante: O número de estupro e violências gerais ligadas a sexualidade que vitimam as mulheres continua o mesmo. O caso é que hoje, as vítimas estão mais informadas e o acesso aos serviços médicos é facilitado. O porcentual de grávidas por estupro não muda. O índice (de gravidez) varia de 1% a 5% do total de mulheres estupradas em idade reprodutiva. Em 15 anos de atendimento, o Pérola Byington realizou 750 abortos legais e sem nenhum risco à saúde da mulher.

Com base na literatura médica, estima-se que, apenas no Estado de São Paulo, 800 mulheres engravidem todos anos depois de ser forçadas a fazer sexo. Infelizmente, muitas delas ainda devem fazer abortos clandestinos. Assim como os casos de estupro são subnotificados às autoridades policiais, o mesmo ocorre com as gestações. A interrupção da gravidez é garantida desde 1940 pelo Código Penal Brasileiro nos casos de estupro, risco de vida para a mãe e má-formação do bebê incompatível com a vida.

celebrando_a_vida_google

Baixe GRÁTIS Um Livro Sobre Gravidez

Livro responde todas as suas dúvidas sobre a gravidez, o parto e o pós-parto que surgem nesta etapa tão importante da sua vida!

Pronto! Agora confira o link enviado em seu email! Confira também a caixa de spam.

1 comentário
  1. Posted by inconciente

Deixe um comentário

celebrando_a_vida_google

Baixe GRÁTIS Um Livro Sobre Gravidez

Livro responde todas as suas dúvidas sobre a gravidez, o parto e o pós-parto que surgem nesta etapa tão importante da sua vida!

Pronto! Agora confira o link enviado em seu email! Confira também a caixa de spam.