Ácido Fólico

Muitas mulheres, quando descobrem que estão grávidas e procuram um médico para a primeira consulta, recebem uma orientação para consumir Ácido Fólico. Mas enfim, o que é esse ácido?

Também conhecido como folacina ou ácido pteroil-L-glutâmico, vitamina B9 ou vitamina M o acido fólico é uma vitamina hidrossolúvel pertencente ao complexo B necessária para a formação de proteínas estruturais e hemoglobina.

O ácido fólico pode ser facilmente encontrado em alimentos como o feijão, mas em alguns casos, o médico pede para a grávida complementar o consumo de acido fólico com medicamentos, são inúmeros que trazem a vitamina em sua fórmula, basta conferir o acido fólico bula.

Os benefícios do ácido fólico são inúmeros. Por exemplo, o ácido fólico é efetivo no tratamento de certas anemias e também é recomendado em alguns casos de dificuldade do casal engravidar, pois ele é importante para manter espermatozóides saudáveis.

Ácido Fólico

Ácido Fólico é essencial

Ácido Fólico Gestação

O acido fólico é fundamental para uma gravidez saudável, ele é capaz de prevenir a má formação do bebê, por exemplo. Com a ingestão correta de ácido fólico durante a gravidez, os riscos de defeitos de nascença no cérebro e na coluna vertebral do bebê são reduzidos, assim como a espinha bífida. Pois o ácido fólico participa na formação do tubo neural no feto.

Além disso, o acido fólico é recomendado à todas as pessoas, pois reduz risco de mal de Alzheimer e pode também ajudar a evitar doenças cardíacas e derrame, além de ajudar a controlar a hipertensão.

Acido fólico alimentos

Na alimentação, o ácido fólico pode ser encontrado em algumas carnes, verduras de folha verde, legumes, frutos secos, grãos integrais e levedura de cerveja. Mas cuidado: o ácido fólico se perde quando os alimentos são conservados em temperatura ambiente e durante o cozimento.

No Brasil, existe uma lei que exige que o ferro e o ácido fólico esteja presente na farinha, que é enriquecida com as substâncias. Essa lei existe como uma tentativa de diminuir a ocorrência de anemia.

Quando o organismo está carente de ácido fólico, a pessoa pode apresentar quadros de anemias, anorexia, apatia, distúrbios digestivos, cansaço, dores de cabeça, problemas de crescimento, insônia, dificuldade de memorização, aflição das pernas e fraqueza.

Já se a pessoa consome muito ácido fólico e tem uma hipervitaminose, pode apresentar euforia, excitação e hiperatividade.

3 comentários
  1. Posted by Aana henriqueta
  2. Posted by karla ferrari
  3. Posted by marcia

Deixe um comentário