Carência ou falta de Progesterona

A progesterona é um hormônio fundamental para a gravidez, pois ela é a responsável por manter a gestação.

A Progesterona aumenta o endométrio, oferece nutrição para o nenê e inibe a contração uterina. Percebe a importância? Um bom indicador de que tudo está bem com a Progesterona é a menstruação. Se você está menstruando normalmente sem o uso do anticoncepcional, é porque certamente está produzindo todos os hormônios adequadamente.

A progesterona é produzida principalmente no ovário. No processo da ovulação, o óvulo se encontra dentro de uma pequena bolinha líquida chamada folículo. É justamente este folículo que produz o estrógeno, hormônio feminino básico. Após a liberação do óvulo, o folículo se transforma em corpo amarelo e começa a produzir a progesterona. Ela é que prepara a mulher para a amamentação e o aleitamento. A realidade é que o ciclo menstrual prepara a mulher para a gravidez todos os meses.

O estrógeno é o hormônio básico da mulher. Sua produção começa na adolescência, quando é responsável pelo aparecimento dos sinais sexuais secundários na mulher, e vai até a menopausa. É justamente a falta de estrogênio causa as ondas de calor na maioria das mulheres.

Voltando à Progesterona, ela é produzida pelo corpo lúteo do ovário, até cerca de 20 semanas de gestação, para depois ser sintetizada pela placenta. Muitas mulheres inférteis, com falhas de implantação e com aborto recorrente apresentam baixos níveis de progesterona no sangue.

Nesses casos, é indicada uma suplementação de progesterona na fase inicial da gravidez. A progesterona age não só na receptividade endometrial, mas também a resposta imunológica materna, devendo a suplementação permanecer até por volta da 16ª semana, alguns médicos recomendam somente até a 10ª semana.

Se você tiver mais dúvidas, converse com seu médico. Grávidas com mais de 35 anos sofrem aborto em 35% das gestações, consideradas em gravidez de risco por às vezes devido à má formação do feto que pode ser motivada pela carência de progesterona no organismo feminino nesta fase da vida.

De qualquer maneira, o médico pode fazer uso da progesterona em forma de comprimido para compensar o deficit ovariano e diminuir o risco de aborto.

2 comentários
  1. Posted by Danielle
  2. Posted by kelma

Deixe um comentário