Cirurgia de laqueadura

Laqueadura, ligadura, ligadura de trompas, ligadura tubárea. Os nomes são vários para o mesmo procedimento, mas a finalidade é uma só: evitar permanentemente uma gravidez. Mas você sabe o que é a laqueadura?

O que é laqueadura

Laqueadura ou ligadura de tubas uterinas é um método de esterilização feminina que é efetuado pelo corte e/ou ligamento cirúrgico das trompas de Falópio, que fazem o caminho dos ovários até o útero.

Com a laqueadura ou ligadura, as tubas uterinas impedem a passagem do óvulo e dessa forma os espermatozoides não o encontram, e dessa forma não há fecundação, o que impede a gravidez. A ligadura de trompas pode ser feita de várias maneiras, sendo necessária internação e anestesia geral ou local, dependendo da técnica escolhida pelo médico.

Como é a cirurgia de laqueadura?

A laqueadura pode ser feita pela colocação de aneis de plástico, cauterizando e cortando as tubas uterinas, com a colocação de clipes de titânio, por meio de sutura, etc.

Após a cirurgia de laqueadura, o risco de gravidez cai para menos de 1%. Porém, é importante lembrar que a laqueadura não impede a mulher de contrair DST´s, por isso nunca deixe de utilizar preservativos.

Benefícios da laqueadura

A cirurgia de laqueadura não interfere nas relações íntimas e nem na libido da mulher, não tem efeitos sobre o leite materno (caso a mulher esteja ainda amamentando), e não apresenta efeitos colaterais a longo prazo ou riscos à saúde. 

Contra indicações da laqueadura

A principal vantagem da laqueadura é o fato de ela ser permanente e muito eficaz, mas todo método tem desvantagens, e no caso da ligadura justamente ser um método praticamente irreversível é uma delas. Muitas mulheres acabam se arrependendo depois, por isso é importante pensar muito bem antes de se submeter à técnica. Justamente por isso, existe inclusive a Lei Federal 9263, de 1996, que trata do planejamento familiar, estabelece penalidades e dá outras providências: diz que esse procedimento só é permitido a mulheres maiores de vinte e cinco anos de idade ou, pelo menos, com dois filhos vivos e/ou aquelas que possuam doença capaz de provocar riscos à sua saúde ou à de um possível futuro bebê - como diabetes de alto risco, histórico de eclampsia e pressão alta. Também define que a mulher assine um documento que apresenta os riscos e as implicações da cirurgia de ligadura, e só autoriza a cirurgia pelo menos sessenta dias após a assinatura desse termo de compromisso.

As complicações da ligadura tubárias são pouco freqüentes e, quando ocorrem, normalmente são de pequena gravidade. Eles podem variar de acordo com a técnica, o método e a via de acesso empregados na cirurgia.

165 comentários
  1. Posted by maria
  2. Posted by fatima maria de medeirois
  3. Posted by andrea
  4. Posted by tatiane de faria da silva
  5. Posted by ivonete
  6. Posted by cristyna
  7. Posted by viviane
  8. Posted by maria
  9. Posted by Rosilene
  10. Posted by vanessa de lima ambrósio
  11. Posted by bartolomeu
  12. Posted by patricia de oliveira
  13. Posted by dioney alice de oliveira
  14. Posted by cristina
  15. Posted by suellen rebelo kelly
  16. Posted by neijane
  17. Posted by Suelle R EBELO kELLY
  18. Posted by lindiana
  19. Posted by Suelle R EBELO kELLY
  20. Posted by zolene de sousa leocadio
  21. Posted by silvia
  22. Posted by sonia cristina aguilar
  23. Posted by jovilhana aparecida da silva
  24. Posted by jovilhana aparecida da silva
  25. Posted by ivanize
  26. Posted by cristiane dos santos
  27. Posted by TAIS RAQUEL
  28. Posted by leidiane
  29. Posted by cheila
  30. Posted by Fatima cruz
  31. Posted by Carla
  32. Posted by kenia silva
  33. Posted by alinemariasousadasilva
  34. Posted by ALESSANDRA DEJESUS
  35. Posted by cristiane ribeiro
  36. Posted by katia montan de souza
  37. Posted by thais avila
  38. Posted by elizabeth g de souza
  39. Posted by nivia aparecida de paula
  40. Posted by ROSILENE
  41. Posted by Lucimara
  42. Posted by Andrea
  43. Posted by cindia de souza ribeiro
  44. Posted by janaina
  45. Posted by ineide
  46. Posted by rosana
  47. Posted by nalda
  48. Posted by deize
  49. Posted by genildea
  50. Posted by genildea
  51. Posted by genildea
  52. Posted by cyn thia
  53. Posted by Duda
  54. Posted by Valéria
  55. Posted by fatima
  56. Posted by kenia dos anjos faria
  57. Posted by kenia dos anjos faria
  58. Posted by georgeanna fernandes souza
  59. Posted by ana cristina
  60. Posted by elisangela
  61. Posted by cleidiane lopes
  62. Posted by suellen
  63. Posted by clenir
  64. Posted by clenir
  65. Posted by Lenita
  66. Posted by Marli
  67. Posted by sandra cristina oliveira
  68. Posted by cléo
  69. Posted by chirley Bastos
  70. Posted by alexandra
  71. Posted by patricia de lima
  72. Posted by keli cristina jovino castro
  73. Posted by kmylla
  74. Posted by rosana
  75. Posted by jade perreira
  76. Posted by vanessa
  77. Posted by raquel
  78. Posted by ROSINEIDE SOARES DOS SANTOS
  79. Posted by ANDREA
  80. Posted by Rosangela
  81. Posted by Elisabete da Silva
  82. Posted by Estefania Sena
  83. Posted by meiry
  84. Posted by meiry
  85. Posted by marcia elisabete pinheiro
  86. Posted by elisabete rodrigues martins
  87. Posted by eliane
  88. Posted by SHEILA
  89. Posted by renata batista de farias
  90. Posted by TATIANA SILVA
  91. Posted by claudia
  92. Posted by viviane carla de castro vieira
  93. Posted by ELIANE
  94. Posted by Luciene Alves De Oliveira
  95. Posted by LUCIANA MATOS
  96. Posted by jeciane
  97. Posted by patricia ribeiro
  98. Posted by Cris
  99. Posted by Luana Braga cuba
  100. Posted by Ana Paula
  101. Posted by catiapereira
  102. Posted by eliane de madureira
  103. Posted by tatiana
  104. Posted by cristiane
  105. Posted by luciana antonia da silva
  106. Posted by helen cardoso
  107. Posted by Cris
  108. Posted by claudia.moreira72@hotimail,com
  109. Posted by carlaleal
  110. Posted by Edna
  111. Posted by rejane
  112. Posted by regina ferreira
  113. Posted by silvanareis
  114. Posted by domin
  115. Posted by clenir
  116. Posted by jeane
  117. Posted by cris
  118. Posted by Irene
  119. Posted by cinthia ap r. de souza
  120. Posted by maria
  121. Posted by ana
  122. Posted by Maria da Glória Ribeiro Santos
  123. Posted by valdirene
  124. Posted by MONICA ALVES
  125. Posted by patricia
  126. Posted by ROSANA
  127. Posted by micheli
  128. Posted by andresia
  129. Posted by franciele
  130. Posted by Ariana dos santos freitas
  131. Posted by Maria Rocha
  132. Posted by Tati quebra barraco
  133. Posted by tatiane galucio
  134. Posted by ana lidia
  135. Posted by perpetua ribeiro maranhao
  136. Posted by lenaydy lira
  137. Posted by darliane gomes
  138. Posted by Monique
  139. Posted by valdni alves de andrade
  140. Posted by Ana Paula
  141. Posted by luciana raquel grymuza wojahn
  142. Posted by grasiane
  143. Posted by Sullienne
  144. Posted by flavia sabajanes
  145. Posted by franciene martins de medeiros
  146. Posted by Marcilaine
  147. Posted by sheila maria silveira da silva
  148. Posted by marineide santana de jesus
  149. Posted by ana luiza
  150. Posted by suellen
  151. Posted by cinara
  152. Posted by adriana s. h
  153. Posted by mylly
  154. Posted by maria
  155. Posted by edna
  156. Posted by sheila vaz queiroz
  157. Posted by Natália
  158. Posted by Helena coelho
  159. Posted by helena
  160. Posted by elaine dutra
  161. Posted by rita de cassia oliveira araujo
  162. Posted by willyana
  163. Posted by willyana
  164. Posted by Carla Morais
  165. Posted by Mara

Deixe um comentário