Dúvidas sobre HPV

Muitas questões acerca do HPV ainda pairam nas nossas cabeças e não são tão claras. Por conta disso, elaboramos um apanhado de dúvidas sobre HPV que podem ajudar a esclarecer um pouco melhor o assunto tanto para homens quanto para mulheres.

Dúvidas sobre HPV: O que é HPV?

HPV é a sigla utilizada para dar nome ao papilomavírus humano. Os HPV são vírus transmissíveis pelo contato com a pele infectada e que provocam lesões de pele ou mucosa. Na maior parte dos casos, as lesões têm crescimento limitado e em alguns deles elas regridem sozinhas.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), o principal fator de risco para o câncer do colo uterino nas mulheres é a infecção pelo HPV. As taxas de incidência e mortalidade para câncer do colo uterino na América Latina estão entre as mais altas do mundo.

Como se pega HPV?

Como se pega HPV é uma das principais dúvidas sobre HPV. A transmissão do HPV ocorre pelo contato direto com a pele infectada. A forma mais comum, o HPV genital, é transmitido por meio das relações sexuais e pode causar lesões (verrugas) em toda região íntima masculina ou feminina, e é comum também a transmissão pelo sexo oral. Também existem estudos que demonstram a presença rara dos vírus na pele de outras partes do corpo, nas cordas vocais e no esôfago. Já as chamadas infecções subclínicas, ou seja, aquelas que não são visíveis a olho nu, são normalmente encontradas no colo do útero, e é mais raro achá-las em outras partes do corpo humano.

Tire suas dúvidas sobre HPV

Tire suas dúvidas sobre HPV

HPV Transmissão

Outras dúvidas sobre HPV muito comuns são sobre a transmissão. O HPV é transmitido na grande maioria das vezes por meio das relações íntimas, mas também  existe a possibilidade de transmissão vertical (mãe/feto), de auto-inoculação (a pessoa se auto contaminar) e de inoculação através de objetos que hospedem o HPV.

Vírus do HPV

Existem mais de 200 tipos de HPV, isso pode causar muitas dúvidas sobre HPV, e eles são classificados em de baixo risco de câncer e de alto risco de câncer. Os vírus de alto risco, ou seja, aqueles que tem maior probabilidade de provocar lesões pré-cancerosas são os tipos 16, 18, 31, 33, 45, 58 e outros. Já os HPV de tipo 6 e 11, encontrados na maioria das verrugas genitais (ou condilomas genitais) e papilomas de laringe, parecem não oferecer nenhum risco de malignidade, apesar de serem encontrados em pequena proporção em tumores malignos.

HPV sintomas

Quais os sintomas do HPV? O condiloma acuminado é o principal sintoma de que a pessoa está infectada pelo HPV. O condiloma é um conjunto de verrugas de tamanhos e aspectos variados, com aspecto de couve-flor. Se alguém possui as verrugas e divide por exemplo uma toalha de banho com quem não tem as verrugas, a pessoa que não está infectada corre grande risco de contrair a doença. Em alguns casos, a infecção pelo HPV é silenciosa e não apresenta sintomas visíveis.

HPV tem cura?

A cura do HPV é possível, e depende basicamente das condições do seu organismo e do tipo da lesão. O vírus do HPV pode ser eliminado espontaneamente, sem que a pessoa sequer saiba que estava infectada, ou por meio de tratamento que combata os sintomas e o vírus.

HPV tratamento

O tratamento do HPV pode ser feito com medicamentos, por meio da cauterização química, da eletrocauterização, da crioterapia, do laser ou até mesmo da cirurgia convencional em casos em que se detecte a presença de lesões cancerosas. Quem vai decidir qual é o melhor tratamento é o médico que estiver cuidando de você.

Vacina HPV

A vacina contra o HPV pode ser tomada por homens e mulheres, e tem como principal objetivo evitar que o indivíduo contraia o papilomavírus. Ela tem como alvo principal as meninas e mulheres de 9 a 26 anos que possam desenvolver o câncer de colo de útero causado pelo vírus. Além de preventiva, a vacina também é indicada para mulheres e homens que já tiveram contato anterior com o vírus.

HPV no Homem

Mais uma dúvida entre as dúvidas sobre HPV é sobre o contágio em homens. Apesar da altíssima incidência do HPV em mulheres, sendo responsável por praticamente todos os casos de câncer de colo uterino, o papilomavírus humano também afeta bastante a população masculina. Nos homens, o HPV está associado a até 75% dos casos de câncer de pênis, e apesar de não estar claro se o vírus é o responsável pelos casos nos homens, sabe-se que ele de alguma forma relaciona-se ao desenvolvimento da doença. O vírus causa lesões na pele chamadas de condilomas acuminados (ou popularmente chamadas de crista de galo), que são verrugas dispostas em grupos de 4, espalhados pela região íntima principalmente, criando um aspecto parecido com a couve-flor.

Porém, nem sempre esses sinais aparecem, e nesses casos o diagnóstico e o tratamento podem ser mais complicados. A falta de diagnóstico precoce pode tornar o tratamento complicado, demorado, e em alguns casos, ineficiente, o que pode aumentar o risco de câncer. Se você tiver outras dúvidas sobre HPV conte para gente que tentaremos responder.

celebrando_a_vida_google

Baixe GRÁTIS Um Livro Sobre Gravidez

Livro responde todas as suas dúvidas sobre a gravidez, o parto e o pós-parto que surgem nesta etapa tão importante da sua vida!

Pronto! Agora confira o link enviado em seu email! Confira também a caixa de spam.

2 comentários
  1. Posted by mayra
  2. Posted by mayra

Deixe um comentário

celebrando_a_vida_google

Baixe GRÁTIS Um Livro Sobre Gravidez

Livro responde todas as suas dúvidas sobre a gravidez, o parto e o pós-parto que surgem nesta etapa tão importante da sua vida!

Pronto! Agora confira o link enviado em seu email! Confira também a caixa de spam.