Efeitos Colaterais da Pílula do Dia Seguinte

Após uma relação íntima desprotegia é muito comum que as mulheres façam uso da pílula do dia seguinte. Mas você sabe quais são os efeitos dela no seu organismo? Entenda os riscos do uso excessivo da pílula do dia seguinte.

Pílula do dia seguinte

A pílula de contracepção de emergência, ou pílula do dia seguinte, é comercializada em dois tipos diferentes. Um deles vem em dose única e o outro vem com a dose dividida em dois comprimidos: um deles deve ser ingerido logo após a relação e outro após 12 horas. Seja qual for o tipo, a pílula do sia seguinte deve ser usada no máximo 72 horas após a relação desprotegida. Quanto mais tempo demorar, menor será a eficácia.

Feita à base de progesteronas em altas doses de concentração, a pílula do dia seguinte age impedindo a gravidez. Se a fecundação ainda não aconteceu, ela vai dificultar a fecundação. Caso a fecundação já tiver ocorrido, ela agirá provocando uma descamação do útero, impedindo a implantação do óvulo fecundado. Se o óvulo fecundado já estiver implantado e a gravidez já tiver iniciado, a pílula não tem efeito algum.

Efeitos Colaterais da Pílula do Dia Seguinte

Quais são os efeitos colaterais da pílula do dia seguinte?

Riscos pílula do dia seguinte

O uso exagerado da pílula do dia seguinte pode trazer graves consequências para o organismo feminino. A alta dose de hormônios pode causar diversas reações, com por exemplo desregular o ciclo menstrual, causar tontura, enjoo, náusea e inchaço, o que explica a dúvida de algumas mulheres que dizem que a pílula do dia seguinte engorda. Além disso, é importante lembrar que a pílula de emergência não deve ser usada como um método contraceptivo de rotina, ou seja, ela não substitui o uso da pílula tradicional ou de outros métodos anticoncepcionais.

Altas doses do hormônio contido na pílula do dia seguinte aumentam os riscos de trombose, derrame, e outros problemas graves de saúde. Quanto mais você toma, mais está exposta a esses riscos.

O efeito colateral mais comum do uso da pílula do dia seguinte é a alteração no ciclo menstrual e do tempo de ovulação. Essa alteração pode causar ausência da menstruação, dificultando o cálculo do período fértil, por exemplo. Outros efeitos muito comuns são a dor de cabeça, aumento da sensibilidade nos seios, náuseas e vômitos. No caso de vômito ou diarreia nas duas primeiras horas após a ingestão da pílula do dia seguinte, você deve tomá-la novamente.

Lembre-se: a pílula do dia seguinte não substitui o uso de outros métodos anticoncepcionais como a pílula, e não dispensa o uso de preservativos, que além de evitar a gravidez afasta a possível contaminação por DST´s.

49 comentários
  1. Posted by Eduarda
  2. Posted by Giovanna
  3. Posted by FlaviaS
  4. Posted by Laura
  5. Posted by MAURA NUNES
  6. Posted by angélica
  7. Posted by lunna
  8. Posted by Caroline
  9. Posted by maieli fernanda
  10. Posted by maieli fernanda
  11. Posted by daiane
  12. Posted by nayara
  13. Posted by Cleonice
  14. Posted by marcos viera
  15. Posted by paulo
  16. Posted by Flávia
  17. Posted by Bruno
  18. Posted by millya
  19. Posted by Larissa
  20. Posted by Francieli
  21. Posted by michele
  22. Posted by michele
  23. Posted by Andressa
  24. Posted by Clara
  25. Posted by Maria
  26. Posted by alba
  27. Posted by bruna
  28. Posted by Tina
  29. Posted by leticia
  30. Posted by Raquel
  31. Posted by Raquel
  32. Posted by Joyce
  33. Posted by adriana
  34. Posted by jacy
  35. Posted by Wanda
  36. Posted by Karoline Oliveira
  37. Posted by any
  38. Posted by Marii
  39. Posted by mila
  40. Posted by Kelly
  41. Posted by Paula
  42. Posted by ju
  43. Posted by JHULLY
  44. Posted by julia
  45. Posted by Alessandra
  46. Posted by larissa
  47. Posted by Nine
  48. Posted by Danielle
  49. Posted by jhessica lima

Deixe um comentário