Gravida e Gorda

Muitas vezes ouço as queixas das grávidas no sentido de que “engordei muito na gravidez”. E há ainda aquelas que já eram gordinhas antes de engravidar e, agora grávidas, mantém a tendência de engordar.

Mas quais os problemas de engordar muito na gravidez, você sabe?

Grávida e gordinha. A gravidez não é o momento mais indicado para fazer um regime rigoroso e muito menos tomar remédios para emagrecer ou moderadores de apetite. Mas a gestante deve ter a consciência de que uma alimentação saudável deve fazer parte de seus novos hábitos.

A alimentação tem um papel fundamental na gravidez e é muito importante para o desenvolvimento do bebê, mas a gestante, que tem o seu apetite aumentado e correm o risco de perder o controle e comer tudo o que vêem pela frente.
Mas é preciso suportar as tentações e impulsos – não no sentido de não comer, mas no sentido de evitar frituras e doces demais e investir em alimentos saudáveis para satisfazer a fome. Trocar o salgadinho por frutas ou o sorvete por uma vitamina, trocar as frituras por grelhados e assim por diante.

Os problemas de ser uma grávida gordinha

São vários e começam logo. Na gravidez, estar gordinha significa facilitar o surgimento da Diabetes, de hipertensão e problemas cardíacos. Isso por causa do excesso de tecido gorduroso, onde o coração precisa trabalhar muito mais para cumprir a tarefa de levar oxigênio para todo o organismo. Todo esse esforço do coração resulta no aumento da pressão arterial, que pode ter conseqüências como parto prematuro e eclampsia, que é um quadro grave de convulsões.

Quem está acima do peso também tem transformações no metabolismo. Um exemplo é a baixa produção de insulina, que é um hormônio responsável por absorver açúcares através células. Com a baixa na produção da insulina há um aumento da taxa de glicose no sangue: a chamada diabetes. Assim, o bebê corre o risco de não receber os nutrientes de que precisa para se desenvolver em uma circulação placentária deficiente.

Com esses problemas, o bebê pode nascer grande demais, dificultando o trabalho de parto normal. No caso da cesariana, a preferência do obstetra costuma ser a anestesia peridural.

Mas mesmo para o médico, muitas vezes é difícil para a agulha romper todas as camadas de gordura e há chances de o neném chegar ao mundo com os pulmões imaturos, mesmo nascendo no período correto.

Mas se você agora se assustou e pensa em fazer uma dieta para perder peso e está grávida. Suspenda essa idéia, ela é péssima. A sua missão agora é se alimentar corretamente para garantir o desenvolvimento da placenta e do feto – e isso requer muita energia onde as fontes são proteínas e carboidratos dos alimentos. Mas isso não quer dizer que você não possa tentar controlar o peso, a faixa de ganho total de peso na gravidez deve ser de nove quilos.

Por fim, deixamos aqui a indicação de um blog para gordinhas muito legal, que traz dicas de moda, saúde e dietas (quando você não está grávida)

www.trocaletras.com

Abraços.

1 comentário
  1. Posted by sabrina

Deixe um comentário