Hepatite B na gravidez

A Hepatite B é causada por um vírus, que pode provocar uma inflamação crônica no fígado e existe uma possibilidade de ser transmitido para o bebê apenas na hora do parto. Existe também a possibilidade de um parto prematuro se a mulher tiver uma infecção aguda de hepatite B na gestação ou se ela for hospedeira do vírus.

Hepatite e Gravidez

Mas nem sempre é fácil saber se você está com Hepatite B. isso porque, embora seja fácil detectar um quadro agudo da hepatite B, onde os principais sintomas da hepatite são as cores amareladas da pele e do branco dos olhos, em muitos casos os sintomas são confundidos com uma intoxicação alimentar simples, com a perda de apetite e dor de barriga. Além disso, a pessoa que já teve hepatite B pode se tornar uma portadora crônica do vírus, sem apresentar sintoma nenhum – e isso acontece com cerca de 10% das mulheres que tiveram uma infecção aguda.

Como posso proteger o bebê na gravidez

Com o pré-natal. Nas primeiras consultas com o médico que acompanhará sua gravidez, ele certamente pedirá alguns exames de sangue comuns no pré-natal. Entre estes exames haverá a avaliação para hepatite B. Se os resultados indicarem que a grávida é portadora do vírus, poderá haver o encaminhamento para um hepatologista, que dará todas as informações necessárias e conselhos sobre adaptação e dieta, ações que vão diminuir as chances de desenvolver doenças no fígado.

Já o risco para o bebê acontece na hora do nascimento, durante o parto. Então os cuidados devem ser tomados nessa hora. Geralmente o bebê, ao nascer, é bem lavado para retirar todos os vestígios do sangue da mãe de seu corpo. Ele também recebe a vacina contra hepatite B logo que nasce e esses cuidados são bem efetivos para impedir que a infecção seja transmitida para o bebê.

Logo que o bebê tenha tomado a vacina de hepatite B, ele pode mamar no peito, já que a amamentação não representa mais nenhum risco. Converse com seu médico sobre a Vacina de hepatite B na gravidez.

Deixe um comentário