HPV Vacina

Você sabia que existe uma vacina para o HPV?

Um grande problema em relação ao HPV (papilomavírus humano) é que, apesar do esforço das autoridades e da comunidade médica em divulgar cada vez mais informações sobre a infecção causada pelo vírus e suas consequências, o assunto é ainda desconhecido para a maioria das pessoas. Isso faz com que o infectado por essa doença só descubra a existência do HPV quando já está infectado faz tempo, pois na maioria dos casos o HPV não apresenta sintomas clínicos, ou seja, você pode ser um portador sem saber e assim ajudar a alastrar o vírus para os seus parceiros.

Porém, há vacinas disponíveis hoje no mercado que previnem contra o câncer de colo de útero e as verrugas íntimas resultantes do HPV, tanto para homens quanto para mulheres. Você sabe como essas vacinas funcionam?

Como age o HPV no organismo

O HPV é um vírus que possui mais de 200 variações responsáveis pelas verrugas íntimas denominadas condilomas acuminados, que apesar de serem consideradas lesões benignas, podem evoluir para um câncer caso não sejam tratadas de maneira adequada.
As opções de tratamento dependem do tipo e extensão das lesões causadas pelo HPV, podendo ser empregado um tratamento destrutivo ou excisional (com a destruição e/ou remoção das lesões), ou um tratamento à base de medicamentos imunomoduladores.

Vacina para HPV em homens funciona?

Vacina para HPV

Foram desenvolvidas duas vacinas contra os tipos mais presentes no organismo dos portadores, o HPV-16 e o HPV-18. Uma delas é quadrivalente, ou seja, previne contra os tipos 16 e 18 e também contra os tipos 6 e 11, presentes em 90% dos casos de verrugas íntimas, e é fabricada pelo laboratório MSD, nos Estados Unidos. A outra é a bivalente, específica para os subtipos 16 e 18, e é fabricada na Bélgica pelo laboratório GSK.

Além de preventiva, a vacina também é indicada para mulheres e homens que já tiveram contato anterior com o vírus. A aplicação é recomendada para meninos e homens entre 9 e 26 anos de idade, pois o homem é o principal vetor (portador e multiplicador) de muitas das lesões causadas pelo HPV, e é crucial que ele seja vacinado.

Ainda não disponível na rede pública de saúde, a vacina contra o HPV hoje só é fornecida na rede privada e custa cerca de R$ 400 a dose (o valor pode varia conforme a região e o estabelecimento), e ela é aplicada em três doses.

14 comentários
  1. Posted by lerissa
  2. Posted by ROSE
  3. Posted by Bruna
  4. Posted by Bruna
  5. Posted by simonebarbosa
  6. Posted by tainara
  7. Posted by VIVIANE
  8. Posted by gabriela
  9. Posted by Amanda
  10. Posted by Andréa
  11. Posted by Paulo
  12. Posted by Ana Paula Moraes
  13. Posted by JONATHAN
  14. Posted by Leandro

Deixe um comentário