Infecção urinária em Gestantes

Muitas mulheres tem problemas recorrentes de Infecção urinária, mas mesmo mulheres que nunca tiveram esse problema podem se deparar com a infecção urinária na gestação.

Para se ter uma idéia, a infecção urinária é a terceira ocorrência clínica mais comum na gravidez, chegando a acometer entre 10 e 12% das grávidas.

A maioria dos casos de infecção urinária na gravidez acontece no primeiro trimestre, onde 9% dos casos são de infecção urinária baixa, chamada de cistite, e cerca de 2% de infecção urinária alta conhecida como pielonefrite.

A infecção urinária nas gestantes deve ser tratada com atenção e cuidado, pois o problema contribui para a mortalidade materno infantil.

A infecção urinária na gravidez é causada por bactérias da flora intestinal, que acabam contaminando o trato urinário. Quando acontece o desequilíbrio entre a defesa do organismo e a sua virulência, as bactérias são encontradas na urina. Como durante a gravidez, a urina fica mais rica em nutrientes como açúcares e aminoácidos, há um estado propicio para o crescimento das bactérias.

Uma outra causa da infecção urinária na gestação é a dilatação do trato urinário, comum na gravidez, mas que acaba criando condições de urina parada e isso favorece o crescimento bacteriano e, consequentemente, infecção urinaria na gravidez.

Há ainda a possibilidade do aumento do útero, por ocupar mais espaço, obstruir parcialmente o ureter e criar condições de urina parada, conhecida como “estase urinária”, que favorece a infecção urinaria na gravidez.

Muitas mulheres ainda apresentam dúvidas do tipo: No começo da gravidez é normal ter dor na urina? Quais os sintomas da infecção de urina na gravidez?

Mas os sintomas se definem de acordo com o tipo de infecção, que são quatro:

- Bacteriúria assintomática: Não tem sintomas porque ocasionalmente não ocorre lesão e agressão à mucosa do trato urinário. Na gravidez, a incidência desse tipo de infecção urinária é entre 4 e 7%. Nas grávidas diabéticas, a incidência chega a ficar entre 12 e 14%. Nas mulheres que já tiveram Infecção Urinária antes de engravidar o número fica entre 18 e 20%.

- Infecção urinária baixa: Também conhecida como cistite, tem a contaminação e agressão bacteriana restritas à bexiga. Os sintomas são ardência ao urinar, vontade urgente em urinar, freqüência aumentada, dor suprapúbica e, em alguns casos, sangue na urina.

- Pielonefrite aguda: É uma infecção urinária que ocorre no rim que também é conhecida como infecção urinária alta. Ocorre em cerca de 2% das gestantes no último trimestre. Entre os sintomas estão febre, calafrios, dor lombar intensa, náuseas e vômitos. Pode levar ao trabalho de parto por causa do aumento das contrações uterinas que provoca e pode ser responsável por aborto, trabalho de parto prematuro, hipertensão arterial gestacional, óbito fetal e até mesmo morte materno fetal nos casos de infecção severas e generalizadas. Grande parte das ocorrências deste tipo de infecção urinária em gestantes acontecem depois das infecções bacterianas sem sintomas, por isso é de extrema importância descobrir as Infecções Urinárias assintomáticas.

- Pielonefrite crônica: É a fase crônica das infecções renais anteriores que deixaram lesões ou cicatrizes nos rins. Não costumam apresentar sintomas, mas podem estar acompanhadas de hipertensão arterial, que pode se tornar severa e piorar a função renal.

Tratamento para infecção urinária na gravidez

Ao desconfiar estar com uma infecção urinária, a gestante deve ser imediatamente tratada para evitar complicações, como infecção generalizada, abortamento, parto prematuro, hipertensão gestacional e piora de anemia.

O tratamento, administrado por um médico responsável, geralmente é a base de antibiograma não prejudiciais ao feto e ser usada pelo menor tempo possível, mas num período suficiente para ter a segurança de um tratamento adequado e eficaz.

Como se prevenir e evitar a Infecção Urinária durante a Gravidez?

Nas gestantes que têm Infecção Urinária recorrente, há medicações preventivas que podem ser usadas por períodos mais longos. Também é importante a ingestão abundante de líquidos e, nas micções, procurar sempre o esvaziamento completo da bexiga.

celebrando_a_vida_google

Baixe GRÁTIS Um Livro Sobre Gravidez

Livro responde todas as suas dúvidas sobre a gravidez, o parto e o pós-parto que surgem nesta etapa tão importante da sua vida!

Pronto! Agora confira o link enviado em seu email! Confira também a caixa de spam.

Deixe um comentário

celebrando_a_vida_google

Baixe GRÁTIS Um Livro Sobre Gravidez

Livro responde todas as suas dúvidas sobre a gravidez, o parto e o pós-parto que surgem nesta etapa tão importante da sua vida!

Pronto! Agora confira o link enviado em seu email! Confira também a caixa de spam.