Inseminação Artificial e Fertilização in vitro

Com o avanço da medicina, muitos casos que antigamente eram considerados “sem solução” para um casal que desejava ter filhos, hoje são resolvidos graças às avançadas técnicas de inseminação artificial e fertilização in vitro.

Inseminação Artificial

Durante muito tempo, o método de inseminação artificial consistia exclusivamente em depositar o sêmen do marido dentro da vagina ou no colo do útero no exato instante da ovulação. Essas experiência e os primeiros resultados positivos começaram na Inglaterra, ainda no final do século XVIII.

Na década de 70, essa técnica foi bastante utilizada por ginecologistas, mas eles não tiveram resultados muito animadores: apenas 2% a 4% dos casos obtinham sucesso, um número considerado muito baixo.

Mas, com a chegada da revolucionaria fertilização in vitro, em meados dos anos 80, a inseminação artificial foi abandonada e considerada ultrapassada, sendo retomada apenas recentemente no tratamento de casais considerados inférteis.

O motivo pelo qual a inseminação artificial voltou a ser utilizada em laboratórios do mundo todo se deve, em parte, pelo maior conhecimento que temos hoje das diferentes etapas que antecedem a fecundação, aumentando o número de resultados positivos em comparação com as experiências nos anos 70. Além disso, há sempre uma busca por métodos mais simples e menos agressivos que a fertilização in vitro.

Fertilização In Vitro

A fertilização in vitro, conhecida pela sigla FIV, é uma técnica de reprodução com assistência do médico que acontece com a colocação de espermatozóides em volta de cada ovócito, tudo em ambiente laboratorial. Com esse trabalho, o médico e sua equipe busca obter um entre vários embriões de boa qualidade, para posteriormente transferi-lo à cavidade uterina.

Se você está enfrentando problemas para engravidar e acredita que a inseminação artificial ou a fertilização in vitro possam ser a solução para que você se torne uma gestante, converse abertamente com o seu médico, você pode pedir a opinião dele e também uma indicação sobre qual a técnica de reprodução assistida seria a mais adequada para o seu caso.

É muito importante porém que o casal se submeta a uma avaliação precisa sobre sua saúde e constate realmente que há um quadro de infertilidade.

65 comentários
  1. Posted by jessica sousa
  2. Posted by Elizangela
  3. Posted by carla de lima
  4. Posted by sandra barbosa
  5. Posted by zilda da conceição prestes
  6. Posted by neide
  7. Posted by leticia
  8. Posted by silvia Maria Fontinele
  9. Posted by Gestantes.Net
  10. Posted by claudia
  11. Posted by luana
  12. Posted by LILIAN
  13. Posted by elizabeth
  14. Posted by REGINA JULIA BEZERRA ROCHA
  15. Posted by ana
  16. Posted by IRANI
  17. Posted by Danielle Souza
  18. Posted by lucia candinho severo
  19. Posted by mariana
  20. Posted by maria filipe
  21. Posted by luciane
  22. Posted by ELISANGELA OLIVEIRA
  23. Posted by eliene
  24. Posted by andrea
  25. Posted by ana paula soares
  26. Posted by Jarilene Lau
  27. Posted by Ana
  28. Posted by elisangela
  29. Posted by sheila
  30. Posted by Eloisa
  31. Posted by Darlen
  32. Posted by Flavia
  33. Posted by georgia lorena
  34. Posted by Carla
  35. Posted by Dulce
  36. Posted by debora ribeiro
  37. Posted by Daniel Weigher
  38. Posted by carla
  39. Posted by cacilda rodrigues da silva
  40. Posted by Ruth
  41. Posted by Elias Alves
  42. Posted by meu nome e loanda
  43. Posted by lucia guaraci sales almeida
  44. Posted by Aparecia
  45. Posted by michela
  46. Posted by juju
  47. Posted by darla da silva
  48. Posted by Ana Paula
  49. Posted by andrea furtado
  50. Posted by elida
  51. Posted by aline
  52. Posted by priscylla
  53. Posted by Erika
  54. Posted by Josilene Pessoa da Costa
  55. Posted by SANDRA FERREIRA SILVA
  56. Posted by kelly
  57. Posted by Sunamita souto
  58. Posted by Elisandra
  59. Posted by Edileuza Pereira
  60. Posted by Edileuza Pereira
  61. Posted by neli
  62. Posted by selma paula

Deixe um comentário