Medo do Parto

Parto normal, Parto Cesariana, Parto na banheira, Parto com forceps, Parto Leboyer, Parto Humanizado... existem diversos tipos de parto e muitas vezes a gestante pode fazer sua escolha.

O problema é que, entre o turbilhão de emoções presentes na gravidez, surge – em determinado momento - o medo do momento do parto. Também não é difícil encontrar mulheres que sequer desejam engravidar pelo medo deste momento crucial.

Mas, nos dias de hoje, com todo o avanço da medicina e das tecnologias da área de saúde, é legítimo o argumento do medo do parto? Será que este não é um assunto superado pelo avanço dos tempos modernos? É isso que vamos discutir neste artigo. Pronta? Vamos lá.

Depois dos nove meses de gestação, enfim está na hora do parto. Para algumas mulheres, este momento é encarado com tranqüilidade e muita emoção, afinal, esta é a hora em que ela, finalmente conhecerá o rosto de seu bebê. Por outro lado, algumas gestantes sequer conseguem pensar no assunto ou escolher o tipo de parto que prefere. Será que vai ter uma dor insuportável como tantas relatam? Vai ser demorado? Como é essa anestesia raqui ou raquiana (rack)?
Corro risco de vida?

Muitas são as dúvidas e os anseios que envolvem o parto e esse medo geralmente começa com as referências que as mulheres têm do parto, ou seja, tudo aquilo que elas ouvem dizer deste momento, as histórias de suas tias, mães e avós e a maioria dessas histórias envolvem casos de dor. Também nos filmes, vídeos de parto e novelas retratam o momento do parto com mulheres sofrendo e isso fica registrado na memória das gestantes.

Ter medo é normal

Se você sente medo do parto. Não se preocupe. Sentir medo é normal neste momento de incertezas e completamente compreensível, desde que este medo de parto não paralise a gestante por completo. Para aliviar essa tensão toda, uma boa dica é buscar informações, conversar com o médico e tirar todas as dúvidas sobre isso. Não tenha vergonha ou medo de conversar com seu médico, ele está preparado para te ajudar neste momento. Aliás, a permanência do medo pode acarretar em problemas futuros. O medo e a ansiedade muito além da medida nos últimos meses de gestação. Psicólogos concordam que o medo em excesso pode alterar a pressão arterial e até desenvolver uma depressão pós-parto. Além disso, o medo exagerado vai impede a gestante de curtir a gravidez.

Parto Moderno

A obstetrícia atual oferece tantos recursos à gestante que o medo de que aconteça alguma coisa no momento do nascimento é praticamente eliminado. Mas para ter toda essa segurança, é preciso que a gestante tenha um bom acompanhamento e faça um pré-natal adequado, para assim, as possibilidades de um problema diminuírem consideravelmente.

Parto Normal Sem Dor

Entre os tipos mais comuns de parto – o normal e o cesariana – tínhamos o seguinte raciocínio: (Cesariana = sem dor) e (Normal = com dor).

Mas isso acabou! Nos dias atuais, o Parto Normal já é feito com anestesia, para que a gestante não sinta nenhuma dor. Se você sempre quis ter o seu bebê pelo parto normal, mas tinha medo da dor, já pode ficar tranqüila.

celebrando_a_vida_google

Baixe GRÁTIS Um Livro Sobre Gravidez

Livro responde todas as suas dúvidas sobre a gravidez, o parto e o pós-parto que surgem nesta etapa tão importante da sua vida!

Pronto! Agora confira o link enviado em seu email! Confira também a caixa de spam.

Deixe um comentário

celebrando_a_vida_google

Baixe GRÁTIS Um Livro Sobre Gravidez

Livro responde todas as suas dúvidas sobre a gravidez, o parto e o pós-parto que surgem nesta etapa tão importante da sua vida!

Pronto! Agora confira o link enviado em seu email! Confira também a caixa de spam.