O que uma grávida não deve comer?

"Estou grávida, posso comer de tudo?" Essa é uma dúvida comum e constante, pois nunca sabemos exatamente que tipo de alimento pode ser benéfico ou prejudicial ao bebê e à saúde da grávida. Para saber exatamente o que uma gestante não pode comer, é muito importante sempre conversar com o seu médico, pois através do diálogo é possível estabelecer uma dieta que seja saudável para mamãe e filho.

O que grávidas não podem comer

Alguns alimentos são restringidos durante a gestação para garantir a boa saúde do feto e da mãe. Mas afinal, o que uma grávida não pode comer? Veja o que é e o que não é permitido ingerir durante a gravidez, porém lembre-se sempre de conversar com o seu médico.

Álcool

Abusar do álcool durante a gravidez altera a composição genética dos cérebros dos fetos. Os filhos de mães que abusam de álcool na gestação correm o risco de nascer com problemas que vão desde deficiências do sistema nervoso até a perda de audição e de visão, que podem ser definitivas e afetar a criança durante toda a vida.

Cafeína

A cafeína pode ser encontrada em diversos alimentos, como o café, o chá preto , o chá verde e o chá branco, além de estar presente em bebidas energéticas, refrigerantes - cola (Pepsi, Coca Cola e similares) e no chocolate. A cafeína é um estimulante natural e os argumentos sobre seu consumo durante a gravidez são conflitantes. Alguns defendem que a cafeína em altas quantidades durante a gravidez estejam associadas com baixo peso do recém-nascido e até risco de aborto espontâneo. Além disso, a cafeína pode causar outros efeitos na gestante: insônia, irritabilidade, dores de cabeça, desidratação, entre outros.

O que uma grávida não deve comer?

Alimentos que podem conter salmonela

A samonela é um risco para todas as pessoas, mas as mulheres grávidas correm maior risco e devem evitar alimentos que possam conter essa bactéria. Os alimentos que são potencialmente mais perigosos nesse sentido são: ovos crus ou qualquer comida que contenha ovos crus ou parcialmente cozidos (como maionese caseira, mousse, fios de ovos, manjar, pudim, creme bûlée), carne de ave malpassada, marisco cru e sorvete pastoso de máquina.

Peixes com altos níveis de metilmercúrio

O Metilmercúrio é um toxicante ambiental causado pela poluição e é encontrado em altos níveis  em peixes como cação, peixe-espada e marilim.

- Moderar o consumo de açúcar (sorvetes, doces, bolos, pudins e geléias) e alimentos gordurosos (manteiga, molhos prontos para salada ou a base de queijo, queijos amarelos, frios, creme de leite, biscoitos, caldo de carne e caldas). Apesar de fornecerem nutrientes importantes, são excessivamente energéticos e calóricos.

Adoçantes Artificiais

Adoçantes artificiais como o aspartame podem ultrapassar a barreira placentária e interferir no desenvolvimento neurológico do bebê. O ideal é ingerir adoçantes à base de frutose, sucralose ou stévia, que não são absorvidos pelo organismo.

Outros alimentos

Também devem ser evitados alimentos que podem conter níveis elevados de listeria, como queijo Camembert e Brie, patês frescos, carnes cruas e malpassadas, legumes e verduras mal lavados - e alimentos que podem conter o parasita da toxoplasmose, como carnes cruas e malpassadas, legumes e verduras mal lavados, carne de porco, leite de cabra não pasteurizado e derivados.

22 comentários
  1. Posted by daniela
  2. Posted by PATRICIA
  3. Posted by Cleonice Reis
  4. Posted by Isabella Morais
  5. Posted by edna
  6. Posted by vania lima
  7. Posted by Maria Estela Mehl Santos
  8. Posted by Ester A.
  9. Posted by renata s de lima
  10. Posted by jessica
  11. Posted by nathaly
  12. Posted by ANTONIO JOSE PEREIRA BESSA
  13. Posted by natty
  14. Posted by viviane
  15. Posted by Jaqueline soares da silva de sá
  16. Posted by priscila lisboa
  17. Posted by paola wotmeyer
  18. Posted by fatima chaúque
  19. Posted by Danielle Reis
  20. Posted by anifa valgy
  21. Posted by alessandra
  22. Posted by juliana

Deixe um comentário