Parto Normal ou Cesariana?

O que é melhor, parto normal ou cesariana? Qual dos dois partos é melhor para a mãe e para o bebê? É possível escolher qual parto você prefere ou só o obstetra é que pode definir isso?  O Engravidar explica qual a diferença do parto normal para a cesariana, e quais os benefícios e riscos de cada um dos tipos de parto.

Parto Normal

O parto normal ou parto natural existe desde que o mundo é mundo, e é a forma mais espontânea e instintiva dos bebês nascerem. Alguns obstetras defendem que o bebê deve "escolher" a hora que quer nascer.

Após nascer pelo parto normal, a criança respira melhor, pois ao sair da barriga o seu tórax é comprimido e com isso o líquido amniótico de dentro dos seus pulmões é expelido, facilitando o primeiro suspiro da criança na hora em que nasce. No parto natural as contrações uterinas "estressam" o bebê, fazendo com que o organismo dele produza cortisol e deixe os pulmões preparados para trabalhar na capacidade máxima.

Parto Normal ou Cesariana?

Quais as vantagens e desvantagens do parto normal e da cesariana?

Muitas mulheres temem o parto normal por causa da dor, porém não há o que temer. Os médicos recorrem a uma combinação da  anestesia raquidiana, a mesma usada na cesárea, e a peridural. Dessa forma, a grávida consegue sentir as contrações e até mesmo ajudar a impulsionar a criança para fora do seu corpo. Além disso, 48 horas após o parto normal, a mulher já pode ir para casa com o bebê. Em alguns casos, para facilitar a saída da criança, os médicos realizam a episiotomia, um pequeno corte lateral na região do períneo, e quando isso acontece a cicatrização geralmente leva  no máximo uma semana. Já quem faz cesariana recebe alta normalmente entre 60 e 72 horas após o parto e pode levar de 30 a 40 dias para se livrar das dores, ou seja, cinco vezes mais tempo que a mulher que opta pelo parto natural.

Para a mamãe, o parto normal acelera a saída do leite, pois durante o trabalho de parto, o organismo da mulher libera os hormônios ocitocina e prolactina, que facilitam a "descida” do leite materno, permitindo que a mulher amamente tão logo seu bebê nasça e esteja preparado para receber o alimento.

O parto normal oferece mais segurança para a mulher, que não precisa passar pela cesariana, uma cirurgia como qualquer outra e que envolve riscos de infecção tanto para a mãe quanto para o bebê.

Cesariana ou Cesárea

Os partos via cesárea tem aumentando muito em todo o mundo, fenômeno esse denominado de "epidemia de cesáreas". Muitos países têm taxas de cesariana muito acima da recomendação da Organização Mundial de Saúde, que diz que apenas 15% das mulheres necessitam realmente de parto cirúrgico. Essa estatística da epidemia de cesáreas inclui o Brasil, onde mais de 50% dos partos totais ocorre por via cirúrgica (e, na rede privada de hospitais, a taxa é de mais de 80% de cesarianas).

A cesariana é uma cirurgia de grande porte, e deveria ser aplicada apenas em casos de extrema necessidade e por recomendação médica, em que a mãe não pode passar pelo parto normal. Os riscos da cesárea não podem ser ignorados. Para a mãe, eles incluem a ocorrência de aderências, infecções, hematomas, hérnias, lesões na bexiga ou outros órgãos, hemorragias, acidentes anestésicos e tromboembolismo, o que pode levar à morte. Para o bebê incluem cortes acidentais, desconforto respiratório, maior necessidade de UTI neonatal e mais dificuldades posteriores na amamentação, além de outras doenças na vida adulta por nascer mais fragilizado.

Mas há vantagens no parto por cesariana. Ele pode salvar vidas de bebês e mães quando o trabalho de parto é anormal ou ineficaz, quando o bebê está em uma posição anormal, se o bebê está tendo padrões de batimentos cardíacos anormais ou em casos recomendados pelos médicos.

Converse com seu médico e veja com ele qual a melhor opção para você e para seu bebê.

88 comentários
  1. Posted by luciana
  2. Posted by juliana
  3. Posted by Thais
  4. Posted by Patrícia
  5. Posted by Patrícia
  6. Posted by stefani
  7. Posted by Fernanda
  8. Posted by Andreia
  9. Posted by Mácia Fernandes
  10. Posted by Alana
  11. Posted by Cris
  12. Posted by Nataly Carrobeli
  13. Posted by ANDREA
  14. Posted by kelly christiny
  15. Posted by HANNA TEREZA ALVES CASTRO
  16. Posted by gleyce
  17. Posted by jamile
  18. Posted by deise
  19. Posted by alessandra
  20. Posted by Letícia
  21. Posted by josy
  22. Posted by Camila
  23. Posted by Geisi
  24. Posted by janayna
  25. Posted by Jóice
  26. Posted by Zuleide Ferreira Filgueiras
  27. Posted by lara dos santos
  28. Posted by Eliene
  29. Posted by Patricia
  30. Posted by ro
  31. Posted by raiane
  32. Posted by suzane do nascimento perira
  33. Posted by Lay
  34. Posted by Dalila
  35. Posted by Mary
  36. Posted by Lala
  37. Posted by Nuseu cu
  38. Posted by val
  39. Posted by Juliana
  40. Posted by Juliana
  41. Posted by Elen Eduarda
  42. Posted by Elen Eduarda
  43. Posted by priscila
  44. Posted by NICA
  45. Posted by thalita
  46. Posted by Joycinha
  47. Posted by Joycinha
  48. Posted by Melissa
  49. Posted by alessandra
  50. Posted by kellen
  51. Posted by Patricia
  52. Posted by Geisinha
  53. Posted by roberta
  54. Posted by Agatha Chrystie
  55. Posted by JAQUELINE
  56. Posted by Fraan
  57. Posted by ariane macedo
  58. Posted by Bruna
  59. Posted by Ju
  60. Posted by carla
  61. Posted by Ana Karoline
  62. Posted by Esther Danielle
  63. Posted by maria
  64. Posted by lauana
  65. Posted by LILIANE
  66. Posted by Zuleide Ferreira Filgueiras
  67. Posted by AMO MINHA FILHA
  68. Posted by hadassa
  69. Posted by mayara
  70. Posted by gih silva
  71. Posted by mayara
  72. Posted by maria ceiça malafaia
  73. Posted by Rodrigo
  74. Posted by rose
  75. Posted by Julia
  76. Posted by rafaele magalhaes da silva
  77. Posted by renata santana
  78. Posted by denise
  79. Posted by denise
  80. Posted by denise
  81. Posted by Rafa
  82. Posted by Patricia
  83. Posted by jaqueline
  84. Posted by valdirene barbosa de jesus
  85. Posted by Raimundo Fracisco dos Santos
  86. Posted by pollyanna

Deixe um comentário