Pensão para gestantes é lei (mesmo no pré-natal)

A pensão é um direito da gestante inclusive durante o período pré-natal.Desde 2008 existe uma lei (Lei 11.804/08) que permite à gestante entrar na Justiça para garantir direito de receber pensão do pai da criança para custear gastos adicionais decorrentes da gravidez, como por exemplo os gastos com parto e assistência médica. Além disso, a lei permite que outras despesas como exames complementares, alimentação especial, assistência psicológica, internações e medicamentos também sejam custeados em parte pelo pai da criança. Os valores devem ser determinados na proporção dos recursos financeiros dos pais, como acontece na pensão alimentícia.

Pensão na gestação

"Mulher grávida tem direito à pensão?" Mesmo que não tenha vínculos conjugais com o pai do bebê, a gestante pode pedir na Justiça para que ele arque com as despesas médicas e alimentares do bebê até o nascimento. Segundo a  lei que permite esse pedido, a concessão do auxílio financeiro poderá se basear apenas em indícios de paternidade, conforme a análise do juiz, pois segundo os especialistas o exame de DNA em líquido amniótico pode comprometer a gestação.

E fique atenta: a lei permite ainda que o valor pago durante a gestação possa virar pensão alimentícia depois do nascimento da criança, caso não haja um pedido de revisão.

E os custos não são arcados totalmente pelo pai ou suposto pai. Pela lei, os gastos são divididos entre mãe e pai.

Pensão para gestantes é lei (mesmo no pré natal)

Pensão é direito da mulher também durante a gravidez

Direitos da gestante e do pai

Para ter direito à pensão na gravidez, a gestante deve indicar as circunstâncias em que a gravidez ocorreu, apresentar um exame que comprove a gravidez e expor suas necessidades, apontando o nome do suposto pai, sua qualificação e quanto ganha aproximadamente.

No caso do possível pai questionar as informações dadas pela gestante, o juiz vai ouvir testemunhas e poderá solicitar um exame para comprovar a paternidade. Após o nascimento da criança, o valor da pensão continuará o mesmo até que o pai ou a mãe solicite a revisão.

A comprovação da paternidade só pode ser requerida pelo pai após o nascimento da criança, com o exame do DNA, para que a vida do bebê não seja colocada em risco.

Mas e se depois da gravidez for comprovado que o homem que pagou a pensão durante a gestação não era o verdadeiro pai da criança? Durante a gravidez, o homem terá de pagar a pensão mesmo sem que haja a certeza de que é o pai. Segundo a lei, não existe a devolução obrigatória do que foi pago durante a gravidez caso depois fique provado que ele não era o pai. Só que se ficar provado que ele não era o pai, o homem tem direito de entrar na Justiça e pedir não só a devolução do valor pago como também uma indenização. Por isso, muita cautela na hora de entrar com um pedido de pensão na gravidez, afinal, você não quer ter dor de cabeça depois, não é mesmo?

Como provas, a grávida poderá levar à Justiça testemunhas ou documentos que indiquem relação com o suposto pai.

64 comentários
  1. Posted by gerson reis figueiredo
  2. Posted by Niuza de Sales
  3. Posted by lely
  4. Posted by ANGELA
  5. Posted by julianakellydossantossilvs
  6. Posted by Raquel Barros Dos Santos
  7. Posted by Pamela Cardozo de Lima
  8. Posted by Kelly Cristina da Costa Joaquim
  9. Posted by alguem
  10. Posted by Simao
  11. Posted by Dr. Alexandre
  12. Posted by bianca
  13. Posted by Julia
  14. Posted by wanessa
  15. Posted by CRISTIANE ALVES
  16. Posted by Fabiana
  17. Posted by cosma denise macedo a silva
  18. Posted by denise macedo
  19. Posted by denise macedo
  20. Posted by lorena
  21. Posted by SOLANGE S DA SILVA
  22. Posted by caroline
  23. Posted by Gestantes.Net
  24. Posted by maria edna castro alves.
  25. Posted by marcia pessoa
  26. Posted by MILENI
  27. Posted by Verônica
  28. Posted by cleidiane
  29. Posted by andrea
  30. Posted by KELE
  31. Posted by danielle monteiro freire
  32. Posted by Rita
  33. Posted by Gravida
  34. Posted by barbara
  35. Posted by Thereza
  36. Posted by Thereza
  37. Posted by mariangela
  38. Posted by Mayara Lins
  39. Posted by Rafaela
  40. Posted by Cremilda
  41. Posted by Raphaela Freire
  42. Posted by Elisabete
  43. Posted by carina
  44. Posted by eliana
  45. Posted by livia
  46. Posted by bruna costa
  47. Posted by Edna alves
  48. Posted by bianca
  49. Posted by elaine
  50. Posted by Livia
  51. Posted by Aline Viana
  52. Posted by Camila Viana
  53. Posted by Gravida de sete meses
  54. Posted by crislainy
  55. Posted by fernanda souza
  56. Posted by zilka de fatima
  57. Posted by marcelo
  58. Posted by cibele
  59. Posted by Michelle
  60. Posted by Jair
  61. Posted by Andréa Costa
  62. Posted by NAYRA
  63. Posted by aline menezes

Deixe um comentário