A vacina da rubéola trás o próprio vírus atenuado ou controlado, porém vivo, para que o organismo crie defesas contra ele. A mulher que suspeita estar grávida não deve tomar a vacina e nem engravidar nos 3 meses subseqüentes à dose da vacina tomada, pois o embrião corre risco...