Universidade desenvolve cinta que monitora os movimentos do feto.

Uma universidade portuguesa, em parceria com o Hospital de Covilhã, estuda a criação de uma cinta com circuitos que devem registrar os movimentos e batimentos cardíacos do feto.

Os dados serão guardados num cartão de memória e ficarão disponíveis para análise por um médico.

A vantagem da cinta de monitoração será permitir que as futuras mamães façam suas atividades normalmente, sem a necessidade de uma observação médica constante.

A cinta também poderá ser usada por doentes que tenham sofrido lesões que necessitem de um acompanhamento constante.